Deixa-me Rir


Passos: “Eu como gestor sempre me dei bem com a avaliação de desempenho”

Não sei se fica bem falar agora da Tecnoforma

O professor Albino já fez a PACC ou é contra a prova criada pela sua grande amiga Maria de Lurdes Rodrigues? Ou é professor do superior e não precisa de pensa nisso?

Adicionalmente… é isto que o PS tem para apresentar ao país?

profAlbino

… e todas elas envolvem muitas risadas. Dos próprios ou nossas.

Pires Lima alerta para risco de «onda de excessivo otimismo»

… nesta posição do presidente da Confap. Há três meses, quando já tudo isto era óbvio, andava muito mais calmo e cordato, só embirrando com os professores, como era norma do antecessor e passou também a ser a sua até perceber que o MEC, num dos poucos actos de lucidez, não renovou a relação preferencial que outra ministra em guerra com os professores tinha com uma das suas muletas favoritas.

Presidente da Confap: “Não tenho memória de um início de ano escolar com tanta instabilidade”

Com o fim do primeiro período de aulas chegam a público as preocupações da direcção da confederação das associações de pais, que lamenta não ser ouvida pelo Ministério da Educação e Ciência.

Não faz mal, até porque o líder da Confap andou muito ocupado até às autárquicas com o apelo ao voto nulo, algo que é divertido em quem depois ainda tem a lata de criticar as atitudes cívicas dos professores.

Vamos lá ao essencial: há tranche ou não há tranche?

Quando alguém ao tentar demonstrar uma coisa demonstra o seu contrário.

Aconteceu ao pobre blasfemo vitorcunha que alinhavou um conjunto de gráficos que demonstram que o modelo escolar sueco é menos inclusivo do que o português, que não lida bem com a diversidade e que, apesar de ser um país mais rico e menos desigual, desenvolveu políticas educativas que conduzem à segregação das minorias.

Obrigado, vitorcunha.

É sempre bom quando alguém demonstra o que eu digo há muito tempo, com o objectivo de evitar que cá se cometam os mesmos erros.

(aviso às almas sensíveis: acho que chamar idiota chapado a quem me chamou marialva pago com os impostos dele é o mínimo exigível em termos de etiqueta)

Mas ainda estamos em tempos em que isso descredibilize alguém? Quanto muito ridiculariza…

NSA usa visitas a sites pornográficos para descredibilizar alvos de espionagem

Documentos obtidos por Edward Snowden revelam estratégia contra pessoas que “promovem a radicalização” mas que não são suspeitas de actos de terrorismo.

Parece que houve cerimónia em torno dos 0,2% de crescimento que declaram o fim da crise e da recessão técnica. Era bom que soubéssemos a margem de erros de tais cálculos. Em tempos de Gaspar os desvios eram colossais. Em tempos de Maria Luís e António não me parece que a coisa seja melhor.

Entretanto, o povo rejubila, à espera da técnica que lhes trará paz, pão, habitação, saúde, educação.

Crato tem 19,4 milhões para o ‘cheque ensino’

Até porque o “apoio às famílias” entra directamente…

O apoio para cada aluno vai depender do rendimento ‘per capita’ do agregado familiar e ainda vai ser definido em portaria, mas não deverá ultrapassar o custo médio anual por aluno da escola pública, que ronda os 4.011 euros. Este montante vai ser transferido directamente pelo Estado para os colégios onde o aluno está inscrito e caso o estudante mude de escola o estabelecimento perde a verba transferida.

Ou acreditavam que eles confiavam mesmo nas sacrossantas “famílias”?

Apre…

O negócio é para ficar entre eles…

Pelas minhas contas isto dá 5000 cheques… mas tudo depende da porcaria, desculpem, portaria…

Será que pagam o passe social à malta aqui da margem sul para irem todos para o S. João de Brito, o Valsassina ou o Colégio Moderno, para não ser sectário nas obras?

… naquele jornal que tantos camaradas gostam de zurzir. Isto não é engolir um sapo ou um elefante. É engolir uma serviço inteiro de louça das Caldas pelas mãos de um dinossauro.

Exp2Nov13

Expresso, 2 de Novembro de 2013

Ou Zé das Medalhas?

Pires de Lima diz que Portugal está a viver um “milagre económico”

O infalível vice primeiro ministro que daqui por semanas a crise acaba. Oficialmente.

O júbilo invade-me.Invade-nos.

Mãos ao alto!!!

Hosana

 

… quando sair de governante.

Ensino profissional é “arma fundamental” para combater desemprego – Nuno Crato

PSD deixa CDS sozinho a defender corte nas pensões

Centrista João Almeida foi o único a defender a medida.

Afinal será prova de eduquês…

A prova de avaliação a que passarão a ser sujeitos os professores contratados para poderem dar aulas poderá afinal só ser constituída por uma parte comum, destinada a verificar as competências fundamentais para o exercício da docência, e não incluir uma componente específica, relativa às disciplinas a serem leccionadas.

Prémio IgNobel da Economia

Há por aí uma divertida micro-polémica acerca de uma escola que colocou regras vestimentárias no seu Regulamento Interno, acrescentando duas ou três linhas, com exemplos, à legislação geral sobre o assunto.

E formou-se um bruázito.

Vamos lá a ver como um conservador liberal, de ascendência marxista-leninista reconstruída (eu) encara a coisa.

Em, nome da autonomia, consultadas as entidades competentes (Conselho Geral), se não acarreta atentado contra as práticas culturais e religiosas de alguém ou encargo adicional para os alunos, a “comunidade educativa” tem todo o direito de traçar algumas linhas de fronteira em relação ao que acha que deve ser o dress code local.

Pelo menos não é uma obrigação de usar até roupa interior com a chancela da instituição ou a obrigatoriedade de fatos de treino e outro equipamento desportivo comprado a bom preço ao estabelecimento.

Isso não se confunde com proibições como aquela que foi declarada ilegal na Alemanha (sim, na Alemanha há tribunais superiores que interferem em questões como o vestuário dos alunos) de proibir uma aluna muçulmana de usar um burkini nas aulas de natação.

Nem quer dizer que eu concorde com aquelas regras específicas.

Agora se querem autonomia, se querem que a comunidade educativa tome parte das rédeas do funcionamento das escolas e tal… eu acho que têm toda a legitimidade.

Este ano há menos vagas para os professores fora do quadro. Os horários completos são menos de quatro mil, a maioria na área da Grande Lisboa. Para os professores do quadro há também uma novidade: Este ano, vão ter de fazer uma prova de avaliação de conhecimentos.

Caramba… o pessoal anda nos corredores do MEC a relembrar os bons velhos tempos dos corredores dos liceus de Lisboa em meados de 70? Mas agora há dinheiro para produto melhor?

Se não for erro da redacção ou do jornalista, a malta vai rir-se muito, desde logo porque eu quero saber a identidade dos “provadores”… que a mim não apetece ser avaliado por gente que não tenha sido certificada em Boston com louvores, distinções e outras diversões.

Eu sou já voluntário para fazer tal prova, se ela vier a existir, nem que seja para colocar a barraca a abanar…

 

… que o prazo para a iniciativa de 2012 ainda vai dar a 2014…

Despacho n.º 11129/2013. D.R. n.º 165, Série II de 2013-08-28, do Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social – Gabinetes dos Ministros da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social.
Prorrogação do prazo para candidaturas ao procedimento de atribuição do selo de Escola Voluntária/2012.

Professor Bravo Nico integra Conselho Nacional de Educação

Ministro diz que haverá controlo dos alunos que fazem formação nas empresas

O Ministro da Educação admitiu hoje que será  preciso estar atento para que as empresas não se aproveitem da proposta  governamental que defende que os alunos dos cursos profissionais poderão  passar o dobro das horas em formação nas empresas.

Página seguinte »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 833 outros seguidores