Sábado, 6 de Julho, 2013


Fleet Foxes, He Doesn’t Know Why

Podem dizer que não, que o governo é o mesmo, mais ou menos remodelado, mas a verdade é que publicamente o PR fez saber quem queria ou não queria lá dentro.

Se exceptuarmos a varridela dada por Sampaio ao Vara, este é o primeiro caso, desde Eanes I, de um governo em que o PM se limita de forma tão notória a servir de ajudante na selecção dos ministros.

Pelo que… a partir de agora será um acto de dissimulação a ausência de Cavaco Silva das reuniões do Conselho de Ministros para ver se todos se portam bem.

Um tipo dizer que se demite irrevogavelmente, mas refogar-se, digo, revogar-se.

Passos Coelho faz declaração às 19h30

A declaração deverá ser conjunta, mas só o líder do PSD deverá tomar a palavra após reuniões dos partidos. Portas deverá ficar no Governo, com posição reforçada.

Quanto à declaração, a pessoa amada parece que não pode pronunciar-se…

Jogo financeiro na Metro custa 628 mil euros por dia

Não será que estes buracos são muito mais danosos para a eficácia orçamental?

E se querem brincar aos financeiros, que tal começarem pelo Monopólio que tem dinheiro a fingir?

… para tentar que o homem das cervejas chegue a ministro?

Em tempos as birras eram por causa do Nobre Guedes… que sempre tinha um ar mais de flâneur

Alguém merece um prémio de desempenho nos bastidores da TVI24.

TVI24

AlmofadaAlmofada1

Qualquer deles parece adequado ao irrevogável.

… em relação à dos ministros de Estado é colossal. Estes, ao fim de dois anos de desgaste e tendo nas mãos o poder de decisão, declaram-se sem força anímica (Relvas), desautorizados (Gaspar) ou irrevogavelmente demissionários (Portas). Já os zecos aguentam anos a fio tudo e mais alguma coisa e a larga maioria não desiste.

Se dúvidas existissem sobre a ausência de tintis a sério…

E o giro é que ainda vão tentar fazer um fricote de menino passar por sentido de Estado.

Portas recua na demissão e fica no Governo

Paulo Portas deverá manter-se no Governo e com uma posição mais reforçada no acordo de coligação.
.
pronto pronto
(c) Luís Rosa

al

Antero63

(c) Antero Valério

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 892 outros seguidores