Sábado, 28 de Abril, 2012


Kaiser Chiefs, Listen to Your Head

Neste tempo todo ainda não vi aluno nenhum.

porque depende do Irão.

… para a naite, não me encontrem.

A porta-voz da PSP, Carla Duarte, argumenta que perante a lei “duas pessoas já fazem uma manifestação” e que “a PSP não tem de justificar a sua atuação”. Acrescenta ainda que no caso em questão se tratou de “um grupo de oito pessoas e não de quatro” e que a notificação da pessoa em causa se deveu a “não ter comunicado à câmara de Lisboa” a organização do protesto.

A PSP invoca o Decreto-Lei n.º 406/74 e um parecer da Procuradoria Geral da República de 1989 que indica que “manifestação será o ajuntamento em lugar público de duas ou mais pessoas com consciência de explicitar uma mensagem dirigida a terceiros”. A legislação de 1974 também diz que “incorrerão nas penalidades do crime de desobediência” quando “as pessoas forem surpreendidas armadas” (artigo 8). Neste caso, os panfletos terão sido a ‘arma do crime’?.

Portanto, se dois amigos dirigirem em uníssono um piropo (mensagem) a alguém, têm de pedir licença à câmara?

Então deve ser para isso que as obras precisam de ter alvarás para funcionar!

Só se for de ar. Será que João Proença não percebe até que ponto enterrou a UGT e perdeu toda a credibilidade enquanto sindicalista ao serviço do poder?

João Proença quer encher as ruas no 1.º de Maio

A proposta da DREN que, pelo menos, mesmo que tarde, a(s) apresenta por escrito: Proposta_Famalicão.

A maior parte acima dos 3000 alunos. E quem diz que TEIP também não agrupa?

Página seguinte »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 945 outros seguidores