Segunda-feira, 5 de Setembro, 2011


Freddie Mercury/Queen, Don’t Stop Me Now!

… e esta é uma delas, sacada do mural de uma ex-aluna de há muitos anos. Porque a verdade é mesmo esta… para quê solidariedades, falinhas mansas e coiso e tal fofinho? O que queremos, enquanto nos levantamos, é que alguém não deixe escapar o(a) sacana que nos lixou e que vá adiantando o serviço. Ando cansado de apoios na sombra. O que interessa mesmo é acção directa (sim, com cç).

Desculpem os que se sintam incomodados com a designação popular de senhora dada a amores carnais, retribuídos de forma pecuniária ou em outro valor (i)mobiliário.

Faz uma parvoíce qualquer, estás MEO.

… não impede a nomeação dos DR.

José Alberto Duarte nomeado director regional de Educação de Lisboa

O docente de Castelo Branco, José Alberto Duarte foi nomeado na passada sexta-feira, 2 de Setembro, director regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo.

O docente que actualmente estava a dirigir o Centro de Formação da Associação de Escolas do Alto Tejo a funcionar na Escola Secundária Nuno Álvares, tem já um vasto currículo na área da educação.

José Alberto Duarte desempenhou funções como coordenador do Centro de Área Educativa de Castelo Branco e esteve ainda em Coimbra como director regional adjunto da Direcção Regional de Educação do Centro.

O curioso nestes currículos é o quanto têm de burocratite e o pouco de docência. Posso estar a ser injusto, mas então aq culpa é de quem faz as notícias que só se esquece de colocar quando o docente deu aulas.

Entretanto, eis a estrutura da DRELVT, após a implosão. Ou não.

Que eu estou farto de governo da República acagachados quando ele engrossa a voz e solta o jaime mais as bandeiras.

Acabou-se o tempo do agachar-se perante Lisboa

Alberto João Jardim disse ontem que, para si, fazer política na Madeira «é resistir em nome do povo madeirense e nunca deixar, nunca mais, que ponham os pés em cima do nosso povo».

… acabam-se as aparições. Espaço aberto aos representantes. Eu tinha dito.

A diferença não assenta apenas nos pés de burro.

[não permito comentários]

De acordo com vários guias do Acordo Ortográfico, umas das principais alterações que o dito cujo introduz é a supressão, na norma lusoafricana, das consoantes mudas ou não articuladas. Ou como aparece num guia de vulgarização distribuído a semana passada com a Visão e o Expresso, o que não se pronuncia não se escreve.

Sei que é tarde para entrar num debate longo que já acabou, mas quero desde já deixar uma proposta para um futuro lifting da ortografia da língua portuguesa.

Que tal passar a escrever-se o que se pronuncia ou, de uma forma mais acutilante, introduzir as vogais sonoramente articuladas?

Porque é sempre chato ouvir-se e ler (mas ter de marcar errado) coisas como:

igreija
treuze
pescina
carangueijo
princepe
(a sério, alguém pronuncia mesmo prínciiiiipe?)

Primeiras impressões.

letivo
setembro
receção
ação
ativo

Começou o desvario! Até de olhar dói, quanto mais escrever! Aqui no blogue continuarei anacrónico. Na escola, sou obrigado a cumprir o coiso. Parece que não posso invocar o estatuto de objector de consciência.

… por isso não adianta nada inscrever limites ao défice na Constituição. Se depois fazem engenharias contabilísticas e nunca se responsabiliza ninguém… será letra defunta.

Islândia: ex-primeiro-ministro vai a tribunal por crise no país

Geir Haarde volta hoje ao tribunal para responder à acusação de negligência pela situação financeira no país.

Aguirre envió cartas con errores de ortografía a profesores de Madrid

La Comunidad solo da por buena la misiva de la presidenta que tenga sello de registro.

La presidenta de la Comunidad de Madrid remitió el pasado 30 de agosto una carta a los profesores de Educación Secundaria de la Comunidad de Madrid explicando los motivos de los recortes con el objetivo de encontrar la comprensión de los docentes. La carta está escrita con errores ortográficos. Hasta cuatro veces se escribe, por ejemplo, la palabra “más” sin tilde. Los profesores que permanecen encerrados en dependencias de la consejería la han corregido a boligráfo rojo como si fuera un trabajo de sus alumnos. La misiva con las precisiones es accesible desde la cuenta de Twitter de los docentes encerrados.

Computadores e telemóveis de elementos das “secretas” confiscados em rusga interna

Acho que o grupo daquelas senhoras que faz comentário social (vulgo mexericos) nos programas do Goucha seria mais confiável do que os nossos serviços secretos de brincadeira.

sente que os afilhados (já) são autónomos – algo está a melhorar.

Durão Barroso afasta possibilidade de recessão na Europa

Está-me a ficar muito fauve.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 904 outros seguidores