Robbie Williams/Gary Barlow, Shame (ao vivo também é algo…)

Um monumento kitsch com uma letra fabulosa para os menos distraídos. Ou aquilo que se espera ser um fantástico exercício de auto-indulgência e derrisão do Robinho.

Words come easy when they’re true.

About these ads